Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Companhia Matridança apresenta TRANS | na terra o céu

Trans 1 1024 2500

A Companhia Matridança sobe ao palco do Cineteatro Municipal com a sua segunda criação, TRANS | na terra o céu, dirigida pela coreógrafa e bailarina Vera Eva Ham, sobre os métodos através dos quais as mulheres têm religado terra e céu, individualmente e em comunidade. Ao longo do espetáculo surgem rodas, orações, encantamentos, caçadas selvagens, véus, peles de animais e peles humanas, que servem para apresentar momentos da História e de várias estórias. A não perder, dia 12 de janeiro, sábado, às 21.30 horas.

Sinopse

Dentro das mãos, dentro dos dias, dentro dos corpos, dentro das palavras. Qual é a força que prevalece no interior de todos os apocalipses? Qual é a oração que não se dissolve sob os escombros? Como se dança com poder dentro e não sobre? As respostas são como resíduos de um enigma escrito entre o que somos todos os dias e o que somos de vez em quando - relâmpagos, ondas, erupções. As respostas destilam-se dentro
deste corpo escuro, um corpo escuro feito de céu. Na segunda criação da Companhia Matridança propusemonos investigar os métodos através dos
quais as mulheres têm religado terra e céu, individualmente e em comunidade. TRANS - o prefixo que inscreve um movimento que vai para além de, ou através de, e que encontra palavras fundamentais como tradição, transição, transfigurar, transe, transhumano, transcender - acendeu a jornada. Mas logo encontrámos a inspiração divina de Platão, a chamada Possessão ou Mania e as suas expressões tão antigas como atuais: oracular, libertadora, poética, amorosa e erótica. Através de rodas, orações, encantamentos, caçadas selvagens, véus, peles de animais e peles humanas, olhamos momentos da História e das nossas estórias em que o poder foi vivido dentro - e não sobre. E perscrutamos e sentimos este tempo de incontestável TRANS, tão emergente na reavaliação do coletivo humano perante a Terra, e debruçamo-nos ainda sobre o que poderá ser a singularidade da vida humana. Dançamos enfim, à procura dum ecossistema incorporado e do sentido-enigma deste animal Homo Sapiens Sapiens. Atribuladas e existenciais, perseguimos e ansiamos trazer para o pão nosso de cada dia este Poder de religar que abre caminhos - os nossos, os do mundo, os do céu e os da terra.

 

 

dia 12 | sáb | 21.30h
DANÇA
TRANS
NA TERRA O CÉU
por Vera Eva Ham
Destinatários: maiores de 12 anos
Bilhete: 5 €
Cineteatro Municipal
João Mota, Sesimbra

2019/01/08

Município de Sesimbra © 2015-2018 | Todos os direitos reservados