Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Sesimbra apresentou candidaturas para investimentos de quase 6 milhões de euros

Bloco mata novo 1 1024 2500

No final de 2018, a Câmara Municipal de Sesimbra apresentou onze candidaturas ao Portugal 2020, ao abrigo do Programa Operacional Regional de Lisboa. As operações enquadram-se no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da Área Metropolitana de Lisboa (PDCT – AML) e no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), e contemplam áreas como a reabilitação de edifícios e espaços de usufruto público, a melhoria da eficiência energética em vários equipamentos, e a construção de percursos pedonais.
No conjunto, estão orçadas em 5,8 milhões de euros e, com um cofinanciamento de cerca de 1,9 milhões de euros, o que significa que a maior fatia desta verba, ou seja, cerca de 3,9 milhões, será suportada pelo orçamento municipal.

Bloco da Mata e Vila Amália

Entre as operações propostas, a que envolve o maior investimento, superior a 1,8 milhões de euros, é a reabilitação do bloco habitacional do Largo 2 de Abril, também conhecido como Bloco da Mata, na vila de Sesimbra, que irá dar lugar a 20 fogos e 4 lojas. Esta intervenção complementa um projeto mais amplo de valorização paisagística e ambiental da zona norte da vila, estimado em perto de 850 mil euros que compreende, não só, a requalificação do o Largo 2 de Abril, mas também, na Mata da Vila Amália, a constituição do futuro Parque Urbano da Vila Amália.

Recuperação do património

Neste conjunto de candidaturas encontra-se a Capela de São Sebastião, um dos edifícios mais antigos da vila, que a autarquia pretende recuperar, pela importância histórica e cultural. Neste caso, o investimento ronda os 709 mil euros.

Eficiência energética

A melhoria a eficiência energética nos pavilhões municipais de Sampaio e da Quinta do Conde, na Piscina de Sesimbra, no Mercado Municipal da Quinta do Conde, no edifício dos serviços operacionais na Fonte de Sesimbra, e nos Paços do Concelho foi também objeto destas candidaturas. As ações previstas estão orçadas em mais de 1,2 milhões de euros, e incluem, entre outras medidas, a substituição de sistemas de iluminação e instalação de soluções de climatização e de aquecimento de águas.

Mobilidade urbana e sustentável

Por fim com vista a melhorar as condições de circulação pedonal na Quinta do Conde e na Azoia foram entregues candidaturas no quadro do Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS), do PEDU.
Na Quinta do Conde a operação considera a mobilidade entre blocos residenciais, espaços de comércio, equipamentos públicos e paragens de transportes públicos coletivos e abrange um troço no limite urbano norte, paralelo à EN 10, de conexão com outros municípios, para acesso à plataforma intermodal da estação ferroviária de Coina, no âmbito do projeto intermunicipal HUB 10 e do projeto intermunicipal CICLOP 7, respetivamente, perfazendo um investimento total de 795 mil euros
Na Azoia, a obra, envolve uma verba na ordem dos 350 mil euros, e compreende a construção de passeios numa faixa de 2,5 quilómetros da EM569, entre a Azoia e a Aldeia Nova da Azoia. O objetivo é permitir a circulação pedonal em modos suaves, facilitar as deslocações de curta distância, e a ligação à rede de transportes públicos e estabelecimentos comerciais.

2019/01/18

Município de Sesimbra © 2015-2018 | Todos os direitos reservados