Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Travessia da Baía bate recordes

Travessia baia nova 1 1024 2500

Rafael Gil, campeão nacional dos 10 quilómetros de águas abertas durante vários anos, e que se sagrou, recentemente, campeão nacional dos cinco quilómetros, venceu a Travessia da Baía, realizada no dia 6 de outubro. O atleta do Sporting Clube de Portugal (SCP) completou os 1500 metros, com o tempo de 16 minutos, um novo recorde da prova.

Este resultado abre boas perspetivas para a participação do atleta nos Jogos Mundiais, que se disputam em outubro, no Qatar, onde vai tentar melhorar o 28.º lugar obtido este ano, no Campeonato do Mundo.

Nos lugares imediatos classificaram-se David Cristino, da SFUAP, a 58 segundos, e Pedro Pinotes, do SCP, a 59 segundos.

No setor feminino, Beatriz Amantes, da SFUAP, foi a mais rápida, ao completar a distância em 18 minutos e 59 segundos, à frente de Inês Santos, sua companheira de equipa, que fez 19 minutos e 25 segundos, e de Ana Matos, do Belenenses, com 19 minutos e 26 segundos.
No final da prova, Rafael Gil e Beatriz Amantes elogiaram a travessia, que consideraram «uma das grandes provas de águas abertas».

Para além do recorde obtido por Rafael Gil, este ano a prova registou também o maior número de participantes, 543, dos quais 203, federados, e 291 na prova de populares. Estes números comprovam o prestígio desta prova de Águas Abertas, a qualidade da organização, o crescimento da modalidade em Portugal, e as excelentes condições de Sesimbra para a sua prática.

Destaque, uma vez mais, para a adesão dos sesimbrenses a uma das competições desportivas mais carismáticas do concelho. Neste particular, o mais veloz foi Ivo Fortunato, com 20 minutos e 57 segundos, seguido de José Carvalho, que chegou 3 segundos depois.

Associada à Travessia da Baía realizou-se também a mini travessia, na distância de 300 metros, que juntou cerca de 50 nadadores de várias gerações. Mais do que a vertente competitiva, esta iniciativa, que está conquistar o seu próprio espaço, «constitui uma oportunidade para praticar desporto e conviver», como sublinharam alguns atletas.

O sucesso destas provas foi aliás, destacado pelo presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Francisco Jesus, na cerimónia de entrega dos prémios. Na ocasião, o autarca agradeceu e todos os participantes, «numa prova mítica de águas abertas a nível nacional, que tem grandes tradições em Sesimbra», tendo dirigido um agradecimento muito especial a todos os sesimbrenses que participaram, não só na Travessia da Baía, mas também na mini-travessia.

A história da Travessia da Baía remonta à década de 20 do século passado, quando dois nadadores da vila fizeram uma prova de natação de longa distância, tal como pode ler-se numa notícia do jornal O Cezimbrense, de 15 de agosto de 1926, referida no livro Breve História do Clube Naval de Sesimbra, de António Reis Marques.

A competição voltou a ser realizada duas décadas depois, desta vez por iniciativa do Clube Naval de Sesimbra e da Federação Portuguesa de Natação, e pela primeira vez com a designação de Travessia da Baía de Sesimbra. O êxito dessa primeira edição, em 1946, levou a Federação a repeti-la anualmente. Mais tarde, já na década de 90, passou a ser organizada pela Câmara Municipal de Sesimbra, tornando-se numa das provas de águas abertas mais apreciadas e concorridas do calendário nacional.

 

Classificações

2019/10/07

Município de Sesimbra © 2015-2018 | Todos os direitos reservados