Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

G.R.E.S. Saltaricos do Castelo

Grupos Recreativo Escola de Samba Saltaricos do Castelo

saltaricos

Data de fundação: 1983
E-mail: es.saltaricoscastelo@hotmail.com
Site: www.facebook.com/saltaricos.castelo
Contacto: 967 031 611 (Nelson Gaboleiro)

Samba Enredo: Era uma vez…O Conto da Vida aos Olhos de Quem a Vê!

Sinopse

Era uma vez...uma criança! Uma menina-criança que vivia num lugar que não era longe daqui, nem diferente dos outros lugares. Mas para ela, era o melhor lugar de todos, era o lugar mais colorido de todos, com o cheiro da melhor comida de todas, o lugar que tinha todaaas as estrelas do mundo inteiro pintadas no céu!

Esta menina não parecia diferente das outras meninas que conhecemos, mas para ela, era a menina mais corajosa e guerreira do seu lugar! Para os outros, ela era só muito distraída e diziam: ".... Estás sempre no mundo da lua!!!" E pareciam zangados quando diziam isso! Ela não percebia porquê! Adorava perder-se na lua, voar até às estrelas e saltar em cima das nuvens que mais pareciam uns carneirinhos ...ahahah é tão mais divertido do que só pensar nas coisas sérias e de adultos..."- quando crescer não vou ser zangada como eles! Vou poder viajar...e conhecer coisas novas!!!...vou ser…bailarina...Não!!! Escritora!!! E vou poder escrever histórias de princesas e guerreiros! Ah! E, e.… depois vou ser avó, para poder contar as histórias todas aos meus netinhos como faz o meu avô comigo."- disse a menina enquanto pensava nas histórias fantásticas que o avô lhe contava.
(Comissão de Frente - as crianças)

Certo dia, passou por um canteiro carregadinho de flores. E que bem que cheiravam aquelas flores! Todas lindas, e viradas para o sol, como quem diz: "dá-me luz e deixa-me brilhar contigo!" Enquanto a menina passava, estas flores dançavam ao sabor do vento...pareciam bailarinas que pelas pontas dos seus caules rodopiavam e espalhavam purpurinas pelas ruas. A menina acenou-lhes e seguiu o seu caminho encantado, que na verdade, não era mais q o caminho para a escola.
(Passistas Mirins- flores/bailarinas)

“A escola, é um lugar de seres mágicos e encantados!"-pensava a menina. Ela gostava de imaginar que o portão da escola era a passagem para o mundo de fantasia. Ele era grande e forte, feito de ferro. A menina gostava de o imaginar camuflado e cheio de flores, como se fosse uma porta secreta escondida no meio da floresta. Todos os dias a menina dizia bem alto: "aprender, brincar e nunca deixar de sonhar!" Este era o seu lema, e ela achava que ela seria a chave ideal para entrar naquele mundo imaginário...

Neste mundo encantado, existia a pessoa mais sábia que a menina conhecia! Só podia ser a pessoa que mais sabia sobre as coisas do mundo inteiro! Ela sabia contar histórias de heróis, reis e rainhas, números e letras, animais e estrelas do céu! A menina olhava-a sempre com admiração..."onde aprendeu isto tudo?"-pensava ela enquanto olhava para a sua professora. Gostava de imaginar que a professora era uma grande e velha coruja, sábia e experiente, com os seus olhos grandes e cheios de amor para dar às crianças... mas, se alguém não lhe prestasse atenção…a dona coruja abria as suas asas enormesssss...e soltava um grande grito! - "Calem-se!" Que medo…a menina ficava sempre assustada....
(Destaque de Juvenis: professora/coruja)

O seu sítio preferido deste mundo encantado era a biblioteca. Grande, silenciosa e cheia de histórias! A menina gostava de imaginar que as histórias saíam dos livros, como se dançassem na sua frente! Os seus livros preferidos eram os de aventura, aqueles cheios de labirintos e encruzilhadas e viagens a sítios nunca antes vistos! Livros cheios de coragem e de heróis que salvaram o mundo! Nestes livros a menina podia ser o que quisesse, podia escolher a personagem que queria ser da história, e podia ser todas ao mesmo tempo....
(Passistas Juvenis- os livros de aventura)

Havia um sítio no seu mundo encantado, em que a menina não gostava de ir…mas às vezes...estava tão aflitinha…que tinha de entrar na casa de banho a correr, e saía logo da mesma maneira! Na casa de banho haviam sempre outras meninas que passavam o tempo no espelho, a elogiarem a sua própria beleza. A menina achava que o espelho só podia estar enfeitiçado, e nunca o olhava diretamente! ...aquele espelho fazia com que as meninas se enchessem de pós, brincos e ganchos de brilhantes, e quanto mais tempo passavam no espelho, mais lindas elas se achavam...a menina achava que elas seriam mais bonitas sem aqueles objetos, e que todos aqueles ganchos e cabelos em pé só as faziam parecer medusas, em que os seus lindos cabelos se transformavam em cobras assustadoras...
(Passistas sénior- vaidosas-medusas)
(Destaque passista- o espelho encantado)

Depois da escola, quem não gosta de regressar ao conforto do seu ninho?? Para a menina, também não era diferente: —"que dia tão cansativo"- bocejava ela na carrinha da escola.

Em casa estão sempre à sua espera, os super atarefados pais. A mãe, prepara o jantar...ela mexe nos legumes e nas panelas tão rápido! E que deliciosa fica a sua comida! Ela era capaz de transformar os frutos em doces saborosos e legumes em tartes maravilhosas! ..que delícia...e parece que, para tudo ficar melhor, a mãe só precisa mexer e mexer...a menina gosta de pensar que a sua mãe é uma bruxa...mas uma bruxa boa!! E imagina-a a mexer as suas poções magicas, até que se transformem em sopas divinas...e que cheirinho...

Já o seu pai...ele só pode ser mágico! A menina acredita que as mãos do seu pai têm de ser mágicas...ele é capaz de arranjar tudo o que se estraga lá em casa!

No outro dia, uma torneira lá de casa fazia ping-ping-ping...nem a menina conseguia dormir...mas o mágico pai, fez um gesto com a sua varinha (que não é mais que uma chave de fendas), e como que por magia, a torneira parou!!

Ele não sabe, mas a menina gostava de um dia ser tão mágica quanto ele...
(Porta bandeira- mãe-bruxa)
(Mestre sala- pai-mágico)

O quarto é o sítio da casa preferido da menina, ela imagina-o como se ele fosse um quartel, onde prepara as suas frentes de ataque para lutar contra o monstro do armário. Ele nunca apareceu, mas às vezes faz um som assustador- bbbzzz bzzz... a menina não se importa, ela está preparada para o ataque!! Ela imagina que o seu armário esconde um monstro capaz de lhe roubar os sonhos bons e torná-los em pesadelos! Não sabe o seu nome, mas imagina-o assustador...
(Rainha de Bateria- o monstro do armário)

Por isso, a menina coloca todos os seus soldadinhos de chumbo entre a cama e o armário e sabe que, com estes, ela ficará segura! ...que pena que os tenha de arrumar todos os dias na caixa dos brinquedos novamente, para a mãe não ralhar...
(Bateria- Soldadinhos de Chumbo)

Melhor que o quarto, só o sítio mais fantástico de sempre. O parque! Aquele espaço onde todas as crianças são felizes! É o sítio onde todos os meninos brincam e podem ser tudo o que quiserem! A menina gosta de brincar aos castelos e proteger o seu território, no cimo do escorrega! Lá do topo, ela consegue ver as brincadeiras das outras crianças…e que divertidas que são! Pulos e corridas, apanhadas e fugidas.

O baloiço é a diversão mais gira daquele parque! As crianças voam sempre tãão alto!!! Parece q conseguem tocar nas nuvens! A menina, quando se senta no baloiço, gosta de imaginar que está a embarcar num grande foguetão, prestes a chegar à lua. -"preparada?? Descolaaaarrrr!!!" Grita ela enquanto se baloiça o mais alto que consegue!
(Dança impacto- baloiço-foguetão)

Sorrisos e gargalhadas nunca acabam naquele lugar! A menina acha que só pode haver uma pessoa responsável por isso...o vendedor de gelados! Este é o senhor mais simpático que existe no mundo, e vende os melhores gelados do universo! Tantos sabores! O seu preferido é de morango, e cheeeeiiiooo de chantilly! Este senhor sabe como cada criança gosta do seu gelado, e nem precisamos de lhe dizer! Ele consegue deixar qualquer criança feliz...como se fosse um vendedor de sorrisos! Sim, é isso que ele é! Um vendedor de sorrisos...e bem doces!
(Destaque masculino- vendedor de gelados/vendedor de sorrisos)

Ainda no parque, há uma pessoa que a menina não gosta muito...é o jardineiro!!! Ele nunca deixa ninguém correr ou jogar com a bola.."saiam das minhas flores!! Vão-se embora!!". Parece sempre tão zangado!

E ele está sempre no parque. Todos os dias. A menina gaba-lhe a sorte de ter um parque só para si, a todas as horas do dia, mas, por outro lado, ele nem parece gostar muito de lá estar...será que vive lá? Como é que ele dorme???...ou será...Lobisomem?????...brrrr...a menina não gosta de olhá-lo diretamente…que medo...
(Destaque feminino- jardineiro/lobisomem)

No fundo da sua rua, há sempre vizinhas à janela. Todos os dias, lá estão elas, a ver quem passa, para cima e para baixo. São sempre elas que trazem as novidades do dia, sejam boas ou más. A menina só encontra uma explicação para isso...as suas vizinhas são espias! Elas usam aparelhos de alta tecnologia e investigam a vida de todas as pessoas. Por isso, a menina passa por elas sempre a correr, apesar de saber que a sua velocidade não é a suficiente para que as suas vizinhas não a reconheçam...
(Baianas- vizinhas-espias)

Aos olhos desta menina, o mundo é visto numa corda bamba, entre a realidade e a fantasia, e só assim ela pode sonhar. Que bom seria podermos misturar cores e formas, histórias e personagens, e construirmos um mundo da maneira mais agradável de se viver! Para os pequenos, isto é um aviso! Não percam a vontade de imaginar um mundo maravilhoso, para que o de verdade, um dia se torne um sonho. Quanto ao adulto....ah...esse tem muito que aprender com esta criança...

Sejam bem-vindos à realidade fantasiada do GRES Saltaricos do Castelo, sejam bem-vindos ao conto da vida aos olhos de quem a vê!

Município de Sesimbra © 2015-2018 | Todos os direitos reservados