Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Tripa Associação - Tripa Mijona

Tripa Associação - Tripa Mijona

tripa-mijona

Data de fundação: Outubro de 2004
E-mail: tripa.associacao@gmail.com

Samba Enredo - Somos do Tamanho dos Nossos Sonhos

A festa da magia

Já vai começar...
Tem alegria no ar, tem alegria
Meu sonho é real, hoje é Carnaval!

Quero ganhar asas e voar,
Me deixo levar ao infinito
Onde tudo é mais bonito
Eu acredito, eu acredito!

Num mundo de fantasia
Divina estrela me guia,
Nessa viagem
No vai e vem da imaginação!

O sonho comanda a vida
Há quem diga, que é ilusão
Ai isso não, mistério sem fim
Segredo que guardo aqui no coração!

Criança, que nunca se cansa,
Tu és a esperança
Um novo amanhecer
Crescer, lutar e conquistar,
Vencer, saber sorrir, chorar...
Nesta explosão de emoção
O pesadelo não tem hora não!

E ao futuro viajar eu vou...
Mistérios que ainda quero desvendar
O destino é quem dirá,
O amanhã como será?
Sonhei...e vou lutar
Quero gritar ao mundo inteiro
Meu sonho é verdadeiro!

Sou do tamanho do meu sonho eu sou
Com muito amor TRIPA MIJONA diz
A vida é para aproveitar
Não custa nada sonhar
Viver e ser feliz!

Letra - Triste Sina a do Palhaço

Vejam só,
que historia boba eu vou aqui contar
Quem quer ouvir, acreditar
Eu sou palhaço sem querer....

A voz que cantou outrora
Já não canta mais ...
IMPLORA

Senhor olhai por nós
Estamos sós
Neste mundo louco de tudo um pouco
Tanta solidão no meu coração

Apaixonado minha arte é amor
Lutei pra ser aquilo que hoje eu sou
RESPEITO
RESPEITO QUE A TRIPA CAGUEIRA CHEGOU

Lutando por igualdade
Nossa arma é musical
P’ra alegrar o mundo inteiro
E brincar no carnaval

O heroi da criançada
Cara pintada escondendo a dor
Não me vendo por dinheiro
Pois eu sei bem aquilo que sou
Deixa pra lá zombar de mim
Assim não dá não dá,
Assim não dá não dá
Melhor olhar no espelho
Ouvir a voz, o conselho
O feitiço se pode virar contra o feiticeiro

Você que só dá valor ao show importado
O artista da terra o pobre coitado
Só é lembrado quando chega o carnaval

E assim se deixa morrer a cultura raíz
Alegria do povo que já foi feliz
Na fantasia de um palhaço genial

Todo mundo vai ficar feliz da vida
Na avenida quando eu passar
É triste a sina do palhaço
Mas eu acredito que um dia vai mudar!

 

Município de Sesimbra © 2015-2018 | Todos os direitos reservados