Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Leishmaniose

Proteja o seu cão da Leishmaniose

A Leishmaniose canina é uma doença de evolução crónica que, sem tratamento, pode levar à morte do cão. É transmissível ao Homem.

Nos últimos anos, com o aumento das temperaturas e as alterações do clima, cada vez mais quente e seco, regista-se um agravamento da Leishmaniose canina.

A doença, que afeta mais de cem mil cães em Portugal, é causada pelo parasita Leishmania e transmitida por um inseto designado flebótomo.

Os cães apresentam classicamente lesões na pele, descamação e eczema, em particular úlceras no nariz e orelhas, lesões oculares, crescimento anormal das unhas, corrimento nasal sanguinolento, perda de peso, atrofia muscular, aumento dos linfonodos e insuficiência renal crónica. No concelho de Sesimbra, a infeção, conhecida como "doença do mosquito da Arrábida", tem apresentado um elevado número de casos.

A situação acontece porque para além de existirem dezenas de cães errantes, muitos munícipes, devido à situação socioeconómica, não realizam medidas de prevenção. A autarquia sensibiliza a população para esta problemática durante as campanhas de vacinação antirrábica e identificação eletrónica (CVARIE), alertando para a sua gravidade e aconselhando medidas profiláticas. Essas medidas não sendo obrigatórias, não são realizadas nos atendimentos médico veterinários da câmara municipal, devendo ser realizado num centro de atendimento médico veterinário (CAMV) local. Compete ao médico veterinário municipal solicitar, ao abrigo do Programa Nacional de Luta e Vigilância Epidemiológica da Raiva Animal e outras Zoonoses que seja realizado teste diagnóstico para posterior tratamento ou eutanásia de todos os animais com sinais de leishmaniose,

Nos cães os tratamentos permitem apenas controlar os sintomas mas não curam a doença, sendo crucial o diagnóstico precoce.

  • Como posso proteger o meu animal?

    Realizando programas de prevenção propostos em centro de atendimento médico veterinário perto de si.

  • Onde posso vacinar o meu cão?

    Em qualquer centro médico-veterinário, devidamente credenciado.

  • O que devo fazer se achar que o meu cão tem Leishmaniose?

    Devo levá-lo para ser observado por um médico veterinário, que determina a realização de exames de diagnóstico.

  • O tratamento pode curar o cão?

    O tratamento não permite uma cura completa. Geralmente é possível a remissão dos sinais clínicos, no entanto, o animal pode ficar portador do parasita e passados meses ou anos vir a ter de novo sinais da doença. Quanto mais cedo for diagnosticada a doença e iniciada a terapêutica mais fácil e de menor duração será o tratamento. Daí, o diagnóstico precoce ser de extrema importância.

  • Qual é o período de incubação da doença?

    O período de incubação é muito variável, podendo ser de poucos meses ou de anos. Alguns cães são mais resistentes e, embora possam sofrer picadas de insetos infetados, podem nunca mostrar sinais de doença, desde que se mantenham corretamente alimentados.

  • Quanto custa a vacina?

    O programa completo de vacinação inclui três injeções a 45 euros cada. Antes da administração da 1ª dose é necessário ainda fazer o despiste da doença, que implica uma análise no valor de 30 euros.

Município de Sesimbra © 2015-2020 | Todos os direitos reservados