Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Comemorações do Dia do Pescador em Sesimbra

Dia pescador 2723 1 1024 2500

A entrega das distinções às embarcações que se destacaram em 2017 pelas maiores vendas de pescado e ao pescador mais antigo em atividade foi o momento mais marcante das comemorações do Dia do Pescador, em Sesimbra.

O acontecimento contou com a presença de representantes de diversas entidades, pescadores e muitos sesimbrenses, que encheram por completo a Sociedade Musical Sesimbrense.

«Este dia foi criado para valorizar os homens do mar, e o seu papel na história e identidade de Sesimbra», afirmou o presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Francisco Jesus, tendo sublinhado que as comemorações «também se devem muito ao contributo de Augusto Pólvora». O autarca referiu também que a atividade piscatória «é um setor muito estratégico para o desenvolvimento do concelho, porque Sesimbra não vive sem as suas gentes, sem o mar e sem pesca, da qual dependem outras atividades», frisou.

No seu discurso, Francisco Jesus falou ainda do impacto das limitações à pesca da sardinha, à proibição da captura de espécies acessórias na pesca do peixe-espada preto, e às restrições impostas pelo Plano de Ordenamento do Parque Natural da Arrábida, que penalizam a atividade piscatória, bem como da importância da construção da variante Porto de Abrigo - Carrasqueira, a melhoria das condições do Porto de Abrigo e a necessidade da aposta na formação dos pescadores.

Por seu turno, Odete Graça, presidente da Assembleia Municipal, referiu que, pela sua importância, o Dia do Pescador «é um acontecimento que marca a agenda de Sesimbra», e que os pescadores «são a matriz identitária do concelho», ao passo que a presidente da Junta de Freguesia de Santiago, destacou «a coragem e o empreendedorismo dos pescadores que, apesar das dificuldades não viram a cara», disse.

Após este momento, que incluiu a visualização do vídeo promocional sobre a nova marca Sesimbra, seguiu-se a colocação de uma coroa de flores no Monumento ao Pescador, pelo presidente da Câmara Municipal, e pelo pescador mais antigo em atividade.
O dia ficou ainda assinalado com uma missa em homenagem aos pescadores, lançamento do livro Pedra Alta, da autoria de Sandra Patrício, e do projeto STEAM, da Escolas Michel Giacometti que consiste na construção de uma Réplica da Canoa Sardinheira, e da inauguração da exposição de pintura Os Antigos Pescadores de Sesimbra, de Stella Maris Vallejo, que retrata Sesimbra entre os anos 30 e 60 do século XX, que está patente na Sala Multiusos da Fortaleza de Santiago, até 30 de junho.

Destaque ainda para a Semana Gastronómica do peixe-espada-preto, que decorre até 3 de junho, em 29 restaurantes do concelho, e para a homenagem aos pescadores falecidos, ainda neste mesmo dia, às 16 horas, que inclui uma concentração e desfile de barcos na Baía de Sesimbra.

2018/06/01

Município de Sesimbra © 2015-2018 | Todos os direitos reservados